Mês das Crianças – Projetos de Extensão

No Mês das Crianças, vamos relembrar e celebrar os projetos extensionistas que fazem a diferença na vida de crianças e adolescentes, colaborando para que elas sejam plenas. Para que isso ocorra, é necessário um suporte e uma rede colaborativa de qualidade, por isso, os projetos apresentados hoje citam pessoas como pais, médicos, enfermeiros e professores, que são aqueles que auxiliam e tornam a infância e juventude uma fase sólida e assistida.

Conheça sobre cada projeto de Extensão:

Dialogia: proposta de interação sobre ideias-força da docência: desenvolve a pesquisa sobre os processos formativos dos estudantes e professores – ponto em comum dos estudos das proponentes. Os temas abordados ao longo do curso são: A concepção de infância; A transição da educação infantil para o ensino fundamental; A alfabetização aos 6 anos de idade; Concepções de alfabetização na perspectiva do letramento; Por uma educação inclusiva; Os jogos matemáticos como estratégias de ensino. Espera-se que os diálogos oportunizados durante a formação estreitem o vínculo entre a universidade e a educação básica.

Formação em diálogo: aprendendo e ensinando com as práticas de professores: inserido no contexto da formação continuada de professores, por meio de conversas e problematizações de questões que compõem as práticas cotidianas dos anos iniciais do ensino fundamental, como: formas de avaliação, ensino das linguagens, metodologias de trabalho e concepções de infância.

Juventude, prática musical e expressão: vivendo e criando música com jovens: destina-se a pesquisar e divulgar a música brasileira e, desse modo, configura-se como um instrumento de manutenção do patrimônio cultural e de fomento às novas manifestações culturais.

Rio Jovem 2011 : sendo quarta exposição, o projeto apresenta 120 imagens realizadas em 2018 por alunos e alunas do 9º ano do CAp- UERJ. As 24 horas desses jovens se desdobram em narrativas de seu cotidiano e revelam suas rotinas, intimidades e emoções.

Sociologia, juventude e cidadania: caracterizado por levar discussões temáticas relacionadas ao currículo de Sociologia, e transversais a este, para serem debatidas em colégios da rede pública estadual selecionados e distribuídos pelo estado, com o intuito de contribuir, majoritariamente, junto à juventude, para o desenvolvimento e para a promoção da cidadania.

Estudos em Educação de Jovens e Adultos: tem a finalidade de congregar, em torno das funções de ensino, pesquisa e extensão, ações das Linhas de Extensão de Jovens e Adultos; de Alfabetização, leitura e escrita; de Direitos individuais e coletivos; de Gestão pública e de Organização da sociedade civil e movimentos sociais e populares, da Área Temática Educação.

Formação em movimento: desafios e perspectivas: objetiva o atendimento das demandas formativas de professores da educação básica, aberto aos estudantes de graduação – pedagogia e demais licenciaturas – e pós-graduação, professores do ensino superior e outros profissionais da educação. Propõe a constituição de núcleos de discussão sobre as políticas educacionais, especialmente sobre a BNCC e seus impactos na formação de professores e das crianças, jovens e adultos da educação básica.

Infâncias em telas: diálogos na Educação em tempos de cibercultura: visa estabelecer uma rede de diálogos, por meio de ações como rodas de conversa ou minicursos, para pensar a relação entre as infâncias e as telas, no contexto cibercultural.  Parte-se do pressuposto que os cotidianos infantis na contemporaneidade estão povoados por diversos artefatos e dispositivos digitais e que a mediação destes afeta seus sensórios, seus modos de subjetivação e sua relação com as práticas de aprender-ensinar.

Oficinas sobre participação de crianças em escolas públicas do Município do Rio de Janeiro: a proposta de uma intervenção em uma escola pública do Município do Rio de Janeiro que mobilize crianças e educadoras/es para uma reflexão coletiva acerca do tema da participação. Nos estudos da infância, novas abordagens que entendem a criança como ator social e cidadã desde já têm ganhado destaque, assim como a presença, na esfera pública, de documentos que enfatizam sua participação no mundo.

Assistência de Enfermagem no Transoperatório ao acompanhante da criança em situação cirúrgica: a existência deste projeto baseia-se em reduzir a ansiedade vivenciada pelos acompanhantes e suas crianças durante o período perioperatório de cirurgias pediátricas realizadas no Hospital Universitário Pedro Ernesto, por meio de informativos passados de forma lúdica para a criança e de forma elucidativa para o acompanhante.

Pai Presente: o objetivo é implementar ações de promoção da saúde da criança por intermédio da participação/inclusão do pai/parceiro nos serviços de saúde nos primeiros mil dias da criança, da gestação até os dois primeiros anos de vida.

#PraTodosVerem

Imagem quadrangular. O título, escrito em branco, diz: “Mês das Crianças”. No canto superior, temos a logo da PR3. Ao redor da imagem, elementos que representam os projetos, como: notas musicais, pai com sua filha nos braços, criança em uma consulta médica, criança tirando selfie, professora em sala de aula, fotos em polaroids… No centro, escrito na cor cinza, a lista dos projetos: Dialogia: proposta de interação sobre ideias-força da docência; Formação em diálogo: aprendendo e ensinando com as práticas de professores; Juventude, prática musical e expressão: vivendo e criando música com jovens; Rio Jovem 2011; Sociologia, juventude e cidadania; Estudos em Educação de Jovens e Adultos; Formação em movimento: desafios e perspectivas; Infâncias em telas: diálogos na Educação em tempos de cibercultura; Oficinas sobre participação de crianças em escolas públicas do Município do Rio de Janeiro; Assistência de Enfermagem no Trans-operatório ao acompanhante da criança em situação cirúrgica e Pai Presente.

Eventos